Freio Abs

Artigo publicado na Revista Fator2 nº 15 em outubro de 2001.

Deste freio vale a pena falar: o ABS. Poucos o conhecem aqui no Brasil, talvez por que seja fabricado por uma pequena empresa de Chamonix (França), a Alp Tech. Na Europa já está à venda há alguns anos e quando foi lançado, revolucionou o mercado de freios, pois foi o primeiro que possuia duas importantes propriedades: é automático e dinâmico.

absPor ser automático, não é necessário usar as mãos para travar, e isto resduz o risco de acidentes por falha humana. Por ser dinâmico, deixa a corda deslizar alguns centímetros antes de travar, o que é importante nas vias em que as proteções são duvidosas, como por exemplo, micro-friends, pequenos stoppers, pitons, grampos de menor espessura, etc. Graças a esta característica é quase impossível que uma proteção receba mais do que 500 kg de impacto, ao contrário do Grigri (automático, mas não dinâmico) que pode transmitir às proteções, até mais do que 1200 kg de força. Tal variação pode ser a diferença entre um stopper ficar no lugar ou ser arrancado. Por isso a prórpia Petzl (www.petzl.com) só o recomenda para vias esportivas, bem equipadas. Repare também que este valor está próximo da média atingida nos primeiros testes feitos com nossos grampos, que foi de 1500 kg.

O ATC e o Oito são dinâmicos, mas não automáticos e há registros de escaladores que queimaram as mãos ou tomaram um grande susto segurando quedas de fator alto. Com o ABS, mesmo um fator 2 é travado com segurança.

O interessante é que é uma peça simples, única, sem alavanca, nem molas, mas como a maioria dos freios são necessários alguns dias de treino até que se consiga manuseá-lo com segurança e pegar os macetes para dar corda com rapidez.

Ele funciona bem com cordas entre 9,7 e 11 mm, e tem como desvantagens trabalhar só com corda em única e não servir para o rapel. Junto com ele vem um manual de instruções que ensina como utilizá-lo e ainda traz um gráfico que detalha o deslizamento em centímetros da corda até a detenção total da queda em função do fator de queda.

Portanto, na hora de escolher um freio para dar segurança pense no tipo de via que irá realizar, se for com proteções móveis ou se você tem dúvida quanto a qualidade de alguns dos grampos, com certeza o ABS é a melhor opção atualmente.

Neste ano surgiu o segundo freio com as mesmas características do ABS, o TRE alemão, mas ainda é difícil encontrá-lo. Sua vantagem consiste em poder ser usado para rapelar.